FAQ’s

Que tipos de máscaras produzem?

– Máscaras cirúrgicas de uso único em tecido não tecido (TNT), todas do tipo IIR;

– Máscaras cirúrgicas laváveis / reutilizáveis (40 utilizações) em tecido 100% poliéster, todas do tipo IIR;

– Máscaras comunitárias laváveis / reutilizáveis, umas com 25 lavagens outras com 40.

 

 

A que norma obedecem as vossas máscaras?

As nossas máscaras cirúrgicas cumprem com a norma Europeia EN 14683: 2019.
Esta norma incluiu vários testes, como seja a “Eficiência de Filtração Bacteriana” (BFE), o “Diferencial de Pressão”, ou seja, a respirabilidade da máscara, a Resistência aos salpicos” e a “Carga microbiana” (Bioburden) que verifica o estado de higiene da máscara.
As máscaras comunitárias obedecem tanto ao normativo europeu EN 14683:2019 como ao CWA 17553:2020 para máscaras comunitárias. Onde a diferença é ter aparecido o teste da “Eficiência de Filtração de Partículas” (PFE).

 

 

As vossas máscaras obedecem à norma EN149?

Não, porque NÃO são máscaras EPI – Equipamento de Proteção Individual. Embora haja teste comuns, como seja o PFE – Eficiência de filtração de partículas, e a respirabilidade.

 

 

Qual o enquadramento legal das vossas máscaras?

As máscaras cirúrgicas respondem à diretiva Europeia 93/42/EEC e à norma EN 14683:2019, pois tratam-se de Dispositivos Médicos Classe I e têm que ter notificação ao INFARMED.

As máscaras comunitárias cumprem com o normativo CWA 17553:2020 e faz-se notificação à ASAE, antes da colocação no mercado.

 

 

Qual é o nível de filtração das vossas máscaras?

As nossas máscaras cirúrgicas são do tipo IIR, ou seja, têm uma filtração de bactérias acima dos 98%, respirabilidade (diferencial de pressão) abaixo dos 60 KPa e são resistentes a esguichos (R).

 

 

As vossas máscaras são do tipo FFP1, FFP2, FFP3?

Estas designações são a classificação das máscaras EPI’s. As nossas máscaras não são EPI, são máscaras cirúrgicas ou comunitárias, que têm classificação distinta.

 

 

Qual é a diferença entre máscara médica (cirúrgica) e proteção respiratória?

 

Máscaras médicas (nossas máscaras)

A principal função de uma máscara médica é reter as gotículas de saliva e secreções do trato respiratório emitidas pelo usuário e proteger o meio ambiente e/ou as outras pessoas.
Usada pelo cuidador, evita a contaminação do paciente e do meio ambiente.
Usada pelo paciente infetado, evita a contaminação das pessoas ao seu redor e do meio ambiente.

No plano “pandemia”, é recomendado para duas populações:
– doente (casos possíveis ou confirmados),
– pessoas em local fechado, como por exemplo, transportes e outros lugares públicos.

 

Máscaras respiratórias

As máscaras de proteção respiratória podem também ser usadas em contexto de pandemia, mas são mais usadas por profissionais em contexto de trabalho, onde exista contaminação do meio ambiente (poeiras, gases, líquidos, tintas, ou contaminantes biológicos). Podem ser usadas em meio hospitalar ou sempre que se justifique. Estas máscaras têm filtros próprios, dependendo do meio em que são utilizadas.

 

 

As máscaras FFP são mais eficientes que as cirúrgicas ou comunitárias?

Em termos de filtração, as nossas máscaras cirúrgicas são iguais ou superiores às FFP, pois têm uma “Eficiência de Filtração Bacteriana” de 99%, mesmo após lavagens. No entanto a máscaras EPI’s apresentam maior vedação à face.

Em termos de respirabilidade, as nossas máscaras cirúrgicas também têm vantagem, pois apresentam valores bastante abaixo do limite máximo. As máscaras FFP, devido à sua estrutura física, só permitem uso por um período máximo de 4h. Com as máscaras Hosp Protect, não há esse limite, pois não há acumulação de dióxido de carbono no interior da máscara.

 

 

As vossas máscaras foram testadas por que laboratório?

Algumas das nossas máscaras cirúrgicas foram testadas por laboratório AITEX (Espanha) e outras máscaras foram testadas pelo laboratório EQUILIBRIUM (Portugal). Relativamente às máscaras comunitárias, algumas referências foram testadas pelo AITEX (Espanha) e pelo IFTH (França), outras referências foram testadas pelo CITEVE (Portugal).

 

 

As máscaras são identificadas com CE?

As nossas máscaras cirúrgicas têm marcação CE, as restantes comunitárias têm a designação obrigatória de “Cobertura facial comunitária CWA 17553:2020”.

 

 

 

Qual é a diferença entre o teste de “Eficiência de Filtração de Partículas” (PFE) e o teste de “Eficiência de Filtração de Bactérias” (BFE)?

O teste de partículas consiste na projeção em aerossol de micropartículas (tamanho de 0,3 a 3 micrómetros).
O teste de bactérias consiste na projeção em aerossol de bactérias vivas Staphyilococcus aureos (tamanho de 0.6 a 7 micrómetros, aproximadamente).
A eficiência é medida pela % de partículas/bactérias que não passa a barreira da máscara.

 

 

Têm máscaras reutilizáveis de 40 e 25 lavagens. Pretendem ter máscaras com possibilidade de mais utilizações?

Já temos garantia de 40 lavagens para as máscaras M1, M2, MK, P1.2, PK1.2 e garantia de 25 lavagens para A2.1 e A2.2. E aliás com resultados muito bons quanto à eficiência de filtração e respirabilidade. Pelo que, por este lado, não haveria problema em fazer mais testes para prolongar as utilizações, mas já achamos que iria interferir com a normal durabilidade dos artigos têxteis e, por isso, não iremos fazer mais testes para maior número de utilizações.

 

 

Existe rastreabilidade das vossas máscaras?

Todos os lotes estão inscritos na rotulagem da embalagem, permitindo rastreabilidade do produto.

 

 

É possível alterar a etiqueta/rótulo?

O rótulo tem informação obrigatória. No entanto pode ser personalizado com marca própria, se assim o pretender.

 

 

As vossas máscaras são laváveis à mão e/ou à máquina?

Sim, seguindo as informações da ficha técnica e rotulagem.

 

 

Que norma americana está próxima da EN14683:2019?

ASTM F2100-19 é equivalente à EN 14683:2019.

 

 

Posso personalizar a minha máscara?

Sim, pode colocar um logotipo, desenho, fotografia ou bordado. No entanto, tem sempre de usar a base da máscara que escolher. Ou seja, pode criar um elemento decorativo, mas não pode alterar os elementos da máscara.

 

 

Que tipo de tratamento têm as vossas máscaras?

Todas as nossas máscaras têxteis têm tratamento antibacteriano, o que permite ter a máscara higienizada por mais tempo, evitando odores desagradáveis. Também pode ser aplicado um tratamento antivírico adicional, que permite inativar o vírus, nomeadamente os da família Corona, em contacto com a máscara.

 

 

Quais são as máscaras mais sustentáveis?

As máscaras FFP são de uso único (geralmente) e não recicláveis. As nossas máscaras, devido ao elevado número de reutilizações, tornam-se um produto sustentável. Para além disso, são constituídas em 100% poliéster, uma fibra reciclável.